segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Ousadia


Que ousadia

do dia,

Despir-me do teu

abraço,

libertar-me do teu

cansaço.


Que ousadia

do dia,

Iluminar o teu

sorriso,

despetar o teu

juízo.


Que ousadia

do dia,

Refrescar o teu

hálito,

reforçar o teu

hábito,

de me deixar!


É...

gosto mais das

noites...

com seus açoites

e cores

que só nós vimos.


E rimos...

de tudo que

não conseguimos

(nem queremos)

esconder!

Um comentário:

  1. Meu Deus! Que coisa mais linda!
    Mas que bobinho este dia...
    hehehehehe

    ResponderExcluir